O que é cutelo? Para que serve? Saiba tudo sobre o assunto

Uma coisa não podemos negar: todo bom cozinheiro precisa contar com utensílios que facilitem o seu trabalho na hora de preparar as refeições. Em outras palavras, todo chef precisa ter em mãos os melhores modelos de facas, e assim, preparar pratos de tirar o fôlego.

Alguns desses modelos de utensílios são específicos para pães, outros para carnes, como também existem tipos destinados para picar, cortar e fatiar alimentos! Com essa gama de variedades, muitas vezes fica difícil escolher a melhor opção para cada caso.

No entanto, para conquistar uma cozinha funcional com todos instrumentos culinários necessários, é preciso também conhecer um pouco mais sobre as opções de utensílios cortantes existentes e, especialmente, sobre as famosas “facas do açougueiro”. É sobre isso que falaremos hoje: conheça tudo sobre as facas cutelos e entenda a sua importância! Vamos lá?

O que é cutelo?

O cutelo ou também conhecido como faca de açougueiro, nada mais é que um utensílio cortante específico para cortes de carnes densas e com ossos. A palavra cutelo vem do latim, cutellus, que significa “faca pequena” e foi a partir dela que surgiu a palavra cutelaria – tão aclamada por nós!

Foto cutelo da Cimo com a bainha

O instrumento possui um formato parecido com o de um machado e lâminas retangulares, com um dos lados afiado. Possui um lado da lâmina cego, muito utilizado para amassar alhos e bater carne. Esse é o principal diferencial desse tipo de faca em comparação com os modelos comuns: são multiuso!

O utensílio é tão robusto, que pode ser usado para desossar peças de carne, funcionando como um genuíno machado. Também chamado por outros nomes, como faca de talho e machadinha, está ferramenta é facilmente reconhecida pela abertura na ponta da lâmina, que serve para pendurá-la na parede ou na cintura, além de sua leve curvatura.

Quando pendurado, o cutelo corre menor risco de ter sua lâmina danificada por choques mecânicos contra a parede, por exemplo. Além disso, manter seu utensílio pendurado é uma medida de segurança, pois evita que a lâmina acerte outras pessoas.

Por que o cutelo tem formato de machado?

O formato em machado e a lâmina retangular são adequados para suportar trabalhos mais duros, como separar e cortar ossos. Além disso, esse modelo possibilita outras infinitas possibilidades para picar, fatiar, filetar e cortar desde de alimentos pequenos como o alho e a cebola, até peças maiores de contra filé ou picanha, por exemplo.

Modelos mais modernos de cutelos possuem sistema Ultra Corte, com afiação em ângulo perfeito, se tornando um dos tipos mais afiados e potentes dentro de uma cozinha ou churrasqueira. Vale citar que, por contar com uma ponta moderadamente inclinada, o processo de “subir e descer” na hora de cortar se torna descomplicado.

Para os churrasqueiros de plantão, preparamos um top 5 com os melhores tipos de facas para você preparar aquele delicioso churrasco. Ah, e a cutelo está entre elas, éclaro!

Foto cutelo com produção

Faca cutelo: para que serve?

Os cutelos são instrumentos cheios de rusticidade, mas também são objetos requintados, que permitem cortes minuciosos e mais delicados. Apesar de serem associado com o açougue, ele pode servir perfeitamente na cozinha doméstica do dia a dia.

No geral, essa faca serve para desossar e cortar carne ou fatiar temperos, legumes e alimentos, oferecendo eficiência no manuseio de peças de ovinos, suínos, peixes e aves, entregando potência para duras exigências da cozinha e sutileza em trituras pequenos produtos.

Às vezes, confundido com uma espécie de santoku, o cutelo é, na verdade, um apetrecho de lâmina bem maior e mais pesado.

Quais são os tipos e modelos de cutelo?

Basicamente, existem dois modelos de cutelo disponíveis no mercado: o europeu e o chinês. O primeiro é mais pesado e ideal para o processo de desossa. Por ser mais pesado, sua lâmina exerce grande força sobre a carne, por isso é preciso um cuidado extra. Mas falaremos mais sobre ele daqui a pouco!

No entanto, existem variações em tamanhos e dimensões para esse tipo de faca. Os quais são:

Foto do cabo do cutelo da cimo em destaque

  • O modelo mais pesado, é indicado para cortar carnes congeladas e ossos;
  • O tipo médio, é voltado para cortes de legumes, carnes e partes maiores de queijo, por exemplo;
  • Já o objeto com peso leve, serve para fatiar alimentos delicados e legumes.

Não se deixe levar pela opinião de que esses modelos são dispositivos exclusivos para uso profissional. Embora exija um uso mais experiente e cuidadoso, o cutelo pode ser um grande aliado tanto do chef mais calejado quanto ao cozinheiro principiante.

Para compreender melhor para que serve cada faca, que tal descobrir algumas características sobre o o cutelo europeu e o chinês? Vamos começar!

Modelo europeu

O modelo europeu pode ser encontrado na modalidade leve, média e pesada. Trata-se de uma faca mais robusta e considerada ideal para cortar peças com articulações e músculos duros, que são mais difíceis de se cortar. Realmente, em termos de força, este instrumento é um verdadeiro facão.

A afiação deste utensílio cortante é baixa, uma vez que que o seu atrativo principal é a força que coloca sobre o alimento a ser cortado. É por esta razão que o modelo europeu possui um dorso (costas da lâmina) bastante espesso, logo, mais pesado.

Está característica leva muitas pessoas a afirmar que o cutelo é uma ferramenta mono uso, isto é, que serve apenas para um função, que é a de lidar com operações que exigem mais força e poder de corte.

A variação europeia oferece bastante precisão no corte, pois o seu cabo de madeira permite maior controle de movimento e direcionamento na aplicação da força.

Dessa forma, este modelo é capaz de incrementar a sua cozinha, entregando uma lista de ferramenta mais especializadas, mas não é uma boa escolha para substituir a sua faca de uso geral.

Modelo chinês

Diferentemente do tipo europeu, o cutelo chinês é uma ferramenta culinárias mais leve e com uma lâmina mais afiada. Sendo assim, serve tanto para cortar peças de carne quanto para executar cortes mais finos, de alimentos mais delicados, legumes, por exemplo.

Enquanto o modelo europeu é associado quase que exclusivamente com os cortes mais difíceis de peças de carne que apresentam alta resistência, o tipo chinês é associado com um trabalho mais ágil, exigindo menor força brutal.

De tal modo, é possível picar repolho, bem como cortar fatias de filézinho ou até amassar o alho com a mesma funcionalidade, utilizando um único utensílio. Certamente, o cutelo chinês é um instrumento que não pode faltar na sua lista de ferramentas para a hora do churrasco.

Foto da lâmina em destaque do cutelo da Cimo

Já pensou em cortar legume à julienne usando cutelo? Até mesmo ervas podem ser cortadas com delicadeza, ao usar um cutelo chinês. Dessa forma, é possível para substituir sua faca de chef por este utensílio!

Um objeto indispensável para a sua cozinha, o cutelo faz parte do nosso rico catálogo de cutelaria! Feito com a avançada tecnologia a laser, este item certamente é uma das aquisições de valor essencial para a sua coleção.

Por falar em coleção, confira os 5 modelos de facas que não podem faltar na sua cozinha! Não se esqueça de contar para a gente o que achou do post aqui nos comentários, colocando dúvidas e sugestões para um aprimoramento do nosso conteúdo. Continue explorando nosso blog e se torne um mestre cuteleiro!

Deixe um comentário