Peixe que foi feito na brasa em uma tábua de madeira com verduras ao lado

Churrasco de peixe na brasa: aprenda como fazer

O peixe é uma carne muito especial e com grande variedade, podendo ser preparada de diversas maneiras, como ensopada, frita, assada e até crua, além de ser, sem dúvidas, a carne mais saudável e ideal para se consumir sem medo. 

Mas o churrasco brasileiro parece não ter muito o costume de adicionar o peixe na sua base, por ter propriedades diferentes das demais carnes, mas temos certeza de que, se bem preparado, você vai gostar muito e querer fazer mais churrasco de peixe, por isso trouxemos uma série de dicas para que você aprenda a preparar o seu!

Como escolher o peixe correto para assar?

Escolher o peixe para seu churrasco é uma das partes mais delicadas, pois, diferente de outras carnes, a qualidade do peixe, especialmente para o churrasco, exige bastante frescor. Por isso é importante se atentar a alguns aspectos no momento de escolher seu peixe:

Peixe que acabou de sair da brasa do churrasco bem grelhado

  • Observe a consistência, o ideal é que o peixe tenha alguma flexibilidade, isso é um sinal de que morreu há pouco tempo. Já carnes muito rígidas são sinal de que foram congelados.
  • Observe alguns sinais de frescor, como os olhos brilhosos, com as pupilas bem escurecidas, as brânquias bem coradas, avermelhadas ou rosadas. O cheiro também importa bastante. Evite peixes com cheiro pouco natural e pouco úmidos.
  • Evite pegar os peixes que estão mais acima na bancada, pois estes são os mais expostos e tocados pelos compradores. Se estiver numa bandeja, observe se estão bem acondicionados, sem água ou sangue vazando no fundo ou no plástico.

Quais os melhores tipos para churrasco de peixe?

A carne do peixe tem uma consistência bem mais sensível do que as outras carnes que geralmente vão à churrasqueira, um dos motivos pelos quais muitas pessoas evitam colocar peixe em seu churrasco é justamente porque sentem que a carne vai acabar dando trabalho, ficando muito seca ou se desmanchando, tendo pouco aproveitamento.

Dois peixe na brasa com frutas cítricas ao lado

Para evitar esses problemas e fazer um bom churrasco de peixe, é importante começar escolhendo bem o tipo. Opte por peixes mais gordurosos, que tenham a carne mais consistente, isso vai te poupar de ficar o tempo todo tendo que cuidar da carne.

  • Salmão: o salmão é um peixe com sabor bem único, com bastante consistência, que rende postas firmes e uma boa absorção dos condimentos, combinando com uma série deles, além de ter uma pele mais firme, que fica ótima crocante. O salmão é rico em Ômega-3, vitamina B e potássio. Combina muito bem com molho shoyu.
  • Tainha: Um peixe ótimo para se rechear, por ter um sabor mais forte e pronunciado. Com boa consistência para ir à brasa e muito receptiva a condimentos mais ácidos também. É um tipo de peixe para ser feito com diversos acompanhamentos
  • Sardinha: Diferente dos demais peixes, a sardinha pode ser preparada com barrigada. É um peixe clássico da nossa base alimentar, com sabor bastante agradável e fácil de ser combinada com diversos condimentos, serve como ótima entrada para carnes de preparo mais longo.

Dicas de preparo do churrasco de peixe

Limpe de maneira adequada o peixe, pois a barrigada pode dar um sabor bastante amargo e estragar o preparo, além, é claro, de remover as espinhas, por motivo de segurança. Temos uma publicação ensinando o passo a passo para limpar seu peixe aqui.

A maioria das receitas de peixe ficam ainda melhores se marinadas antecipadamente. Para carnes mais escuras, use temperos mais destacados, como alecrim, coentro, e vinagres mais ácidos. Já para carnes suaves, condimente com ervas finas e saquê.

Se for preparar o peixe inteiro, não remova a cabeça nem a cauda, isso ajuda a dar um sabor mais especial e deixar a carne menos propensa a desmanchar ou absorver tempero em excesso.

Para grelha, é importante manter a pele do peixe, além de oferecer uma demão extra de azeite para ajudar a manter sua consistência e evitar que grude na brasa, além de favorecer a crocância da pele.

Outra forma de evitar que o peixe grude na grelha é usar papel alumínio. Envolvendo-o completamente, o vapor agiliza o preparo, mas dá menos crocância à pele. É uma boa escolha caso o peixe esteja recheado com condimentos com tempo mais longo de preparo.

Como assar peixes pequenos? 

Caso o peixe seja muito pequeno ou sensível, talvez valha mais a pena apostar num espeto, para ter menos trabalho no manejo. Já peixes maiores e mais condimentados, que precisam ser mexidos mais vezes, merecem uma grade para um preparo mais exclusivo.

Existem diversas combinações diferentes para temperar seu peixe; para sabores mais fortes, alho, alecrim, cebola roxa e um toque extra de sal e cebolinha destacarão a intensidade do sabor, já em carnes mais suaves, azeite, vinho branco e uma combinação de ervas finas, que pode ser batida no liquidificador.

Para checar o ponto de seu peixe, fure-o com um utensílio de churrasco, se a carne for facilmente perfurada e estiver macia, está no ponto para ser virada. O tempo médio de preparo varia para o tamanho e o tipo de recheio, mas entre 20 e 40 minutos é o suficiente para maior parte das carnes de peixe.

Agora que você aprendeu mais sobre como fazer um churrasco de peixe bem especial, prepare seu kit de churrasco, esquente a grelha e aproveite as combinações!

No blog a CIMO Cutelaria você encontra diversos conteúdos sobre churrasco, esportes e cutelaria em geral, e em nossa página, os mais diversos itens de churrasco, facas e acessório, confira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *